Artigos


Dalai Lama

Artigos de Anete

"Se você quer transformar o mundo, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no seu próprio interior."

Dalai Lama

Leia mais artigos no blog  http://aneteblefari.com

Por que mudar é tão complexo?

Somos seres de hábitos. Quando fazemos algo e repetimos, nossa mente inconsciente o automatiza, para deixar a mente consciente aprender outras coisas. Porém, muitos dos hábitos que adquirimos podem nos trazer grandes prejuízos ao longo de nossa caminhada. Ficamos aprisionados, diria até, encarcerados, com a repetição automática, sem consciência no ato do hábito.

Hábitos de pensamentos negativos, de comportamentos autodestrutivos, de padrões de inércia, de procrastinação, e assim a lista pode seguir ampla.

Temos dificuldade em ponderar, de enxergar que os prejuízos futuros são muito maiores do que os benefícios de hoje. E, no momento imediato da vontade, pendemos a querer a gratificação imediata, a curto prazo, e, assim, repetimos os hábitos, mesmo que sejam destrutivos e prejudiciais. É, neste momento que entra o conflito entre nossa razão e nossas emoções.

Aliviamos a tensão do momento, para logo em seguida sofrermos com o conflito, que nos traz raiva, culpa, frustrações e muitas vezes depressão. Por mais que a razão nos diga que está certa, nossas emoções acabam nos conduzindo a praticar, muitas vezes, o que já tínhamos decidido a não praticar mais.

Uma mudança só é possível e permanente, se trabalhada em níveis profundos da mente: pensamentos, palavras, emoções, atitude, para alinhar as duas partes: razão e emoção. Quando alinhamos nossas emoções com nossa razão, alcançamos nossos objetivos. Precisamos falar a mesma linguagem, integrar as duas partes.

Muitas vezes, precisamos de ajuda de um profissional de PNL (Programação Neurolinguística) para alcançar resultados rápidos e permanentes.

Anete L. Blefari
Master Coach e Psicoterapeuta Holística
www.institutoessencial.com

Dê atenção e cuidados a si mesmo

Aprendemos ao longo de nossa vida que devemos cuidar do outro, ser responsável pelo outro e fazer caridade. Se você abandonar a si mesmo, deixará de evoluir e acabará doente e devedor das leis divinas.

Não é o quanto você se anula pelo outro que lhe trará retorno em crescimento e luz. Para se desenvolver como ser humano integral, o único caminho é trabalhar a si mesmo, melhorar os pontos fracos e superar as dificuldades.

Quando vivemos a vida do outro, nos preocupando com o outro, nos anulando em prol do outro, deixamos de nos desenvolver e caímos no grave erro de não permitir que o outro evolua e aprenda suas próprias lições.

Com a prática de caridade para o outro, mas com falta de caridade para si mesmo, você está impedindo que os “coitadinhos”, as “pobres vítimas” cresçam, evoluam e se desenvolvam.

Em cada circunstância dolorosa podemos mudar nossa perspectiva em ver a situação, por exemplo, quando há autoritários é que as pessoas sob seu jugo devem aprender a se defender a si mesmos. A lição vem para que os submissos aprendam a colocar limites e deem um basta para que a situação melhore.

Quando fugimos de nós mesmos em prazeres autodestrutivos: sexo, jogos, substâncias psicoativas, consumismo, etc... na realidade, a mensagem é para que contatemos nosso EU MAIOR, nossa essência, para evoluirmos a partir de nosso equilíbrio físico, mental, emocional e espiritual.

O Salvador que deixa de lado a própria vida para viver salvando as “pobres vítimas” está doente. Essa patologia lhe trará graves consequências, com um retorno doloroso, com muito sofrimento, para que ele aprenda a cuidar de si mesmo e deixe o outro aprender suas próprias lições.

Ninguém é de ninguém. Vivemos em uma vida transitória. Nossa família e nossos amigos são transitórios. Cada qual segundo suas obras. O plantio é livre, mas a colheita é obrigatória. Vamos colher tudo aquilo que estamos plantando. Se plantamos abandono de si mesmo, colheremos solidão, frustrações, raiva, culpas, depressão, etc...

Somos responsáveis por acender nossa própria luz, por nos equilibrar internamente e depois poder auxiliar o outro em sua caminhada.

Devemos buscar nosso aperfeiçoamento moral e espiritual, como prioridade absoluta e ensinar os outros a evoluírem, sem fazer a lição por eles.

Cuidado para não ficar estagnado em sua evolução, sem tempo para se cuidar e se ajudar.

Cuide de sua vida, faça suas tarefas, resolva seus problemas, alcance seus objetivos, realize seus sonhos, evolua, aprenda com a vida e deixe os outros aprenderem, principalmente, através de seu exemplo.

Anete L. Blefari
Coach e Psicoterapeutas Holística
www.institutoessencial.com

Autoconhecimento: um mergulho profundo em si mesmo

Voltei de um mergulho profundo em mim mesma, na minha história, na minha humanidade e pude enxergar todo meu bem e todo meu mal. Estou mais leve e em paz!

O Universo me convidou e tive a coragem de encarar tudo que eu precisava passar a limpo na minha história. Resgatei minha humanidade: todo o bem e todo mal que existe dentro de mim e pude ter compaixão por aqueles seres maravilhosos que me trouxeram ao mundo, me deram a oportunidade de evoluir espiritualmente. Pude vivenciar o perdão a eles, aos meus ancestrais e, principalmente, a mim mesma!

Pude ver no outro o reflexo de mim mesma, aquilo que teimava em não enxergar como sendo material negativo ou positivo de mim mesma. O que me cegava? O que limitava? O que havia dentro de mim que me trazia medo, dor, raiva, angústia, desamor, vingança, vergonha, autopunição.... e muito mais.

Fiz uma grande faxina em minha ALMA!

Se você também quer enxergar sua humanidade: todo seu bem e todo seu mal, tenha CORAGEM e ATITUDE para compreender sua história e limpar sua vida. Ser você mesmo, renovado e um ser humano muito melhor, com amor a si mesmo, com paz em seu coração, com autoperdão e perdão aos que fazem a mesma viagem ao teu lado.

Seja feliz! Procure ajuda se precisar. Não fique mais sozinho.

Beijos. Muita paz e muito amor.

Anete L. Blefari
Coach e Psicoterapeutas Holística
Instituto Essencial para o Desenvolvimento do Ser

Supere estados emocionais limitados

Desde criança recebemos educação visando desenvolver nossa inteligência intelectual e achamos ser o suficiente para realizar nossos sonhos. Entretanto, quando não conseguimos realizar nossos sonhos, não conseguimos entender a razão, o que nos impede de ser uma pessoa realizada, pessoal e profissionalmente.

Desconhecemos que nossas ações e escolhas são totalmente influenciadas pelo nosso estado emocional.

Nossos relacionamentos, as reações automáticas do dia a dia e até nossa profissão são escolhas feitas, de maneira inconsciente, influenciadas por nosso estado emocional. Resultado disso? Muito sofrimento gerado e incompreendido porque não conseguimos entender o motivo dos resultados não desejados.

Nossas crenças limitantes e os problemas relacionados com a falta de autoestima criam resultados negativos em nossa vida. A inteligência intelectual sem o uso da inteligência emocional não nos garante alcançar bons resultados. Por isso, a importância do autoconhecimento.

O primeiro passo para nos autoconhecer é reconhecer que somos os únicos responsáveis pelos resultados negativos gerados. Nesse primeiro passo, deixamos de ser vítimas do mundo, das pessoas, dos ambientes, dos sistemas político e econômico, etc.

Aprendemos que não existem vilões e nem vítimas. Não existem fracassos, apenas feedbacks, ou seja, resultados. E todo resultado, bom ou ruim, é criado por nós mesmos, os únicos responsáveis pelo comando de nossa mente, de nossas emoções e pensamentos. Criamos tudo: estados emocionais negativos, comportamentos indesejáveis, angústias, raiva, pensamentos inúteis e negativos, crenças limitadoras, doenças físicas, psicológicas, etc.. Todo negativismo produz uma química própria em nosso cérebro que vai alterando nossa fisiologia, causando-nos estresse, alteração de hormônios, mudanças diversas resultando em transtornos mentais, diabetes, hipertensão, câncer, doenças de pele, alergias, distúrbios cardíacos, dependências, etc...

Se adultos, ainda, reagimos como crianças birrentas, significa que nosso emocional está por se desenvolver. Com esse conhecimento, devemos buscar aprender a lidar com a raiva, o medo, a culpa, frustrações, ansiedade, tristezas, para que esses sentimentos e emoções acumuladas não destruam nossa vitalidade e saúde.

E qual o caminho? Buscar o autoconhecimento! É se autoconhecendo que vamos nos libertar de crenças limitantes e aprender a resolver nossos conflitos transmutando emoções negativas e parando de autossabotar nosso sucesso, nossa felicidade.

Os meios? Livros, palestras, cursos e terapias que trabalham o autoconhecimento, o contato consigo mesmo, o reconhecimento de emoções negativas e a transmutação delas em recursos que nos levarão a resultados excepcionais.

Conheça a si mesmo – um grande sábio da antiguidade já nos trouxe esse alerta. Cabe a nós curar os aspectos negativos de nossa personalidade e seguir adiante, em busca de nosso bem-estar e desenvolvimento pessoal e profissional.

Anete L. Blefari
Coach e Psicoterapeutas Holística
Instituto Essencial para o Desenvolvimento do Ser

Você quer mudar?

Em primeiro lugar, o óbvio, é preciso querer, querer mesmo, verdadeiramente. Mas, NÃO BASTA só querer. É necessário AGIR!

Mudar é um processo para testar novas estratégias, se autodescobrir, praticar novas ações, errar, acertar e seguir adiante. Leva algum tempo. Mágicas não existem.

DESPERTE! Se precisa de ajuda, procure um terapeuta, um Coach, um profissional que possa te ajudar! Saia do vitimismo, pare com as lamentações, reclamações e vá à ação!

Se você quer, não tenho dúvida, você CONSEGUE e você MERECE estar melhor em todos os aspectos de sua vida.

"Mude o modo que você olha para as coisas, e as coisas que você olha mudarão."

Wayne Dyer

Anete L. Blefari
Coach e Psicoterapeutas Holística
Instituto Essencial para o Desenvolvimento do Ser

Autoconhecimento

O quanto você se autoconhece? Muito? Pouco?

Se você não se conhece como quer acreditar mais em sua própria capacidade?

Como quer ir em busca de seus sonhos, se não acredita ser capaz?

E por que não acredita ser capaz? Porque não sabe quem você é !

O autoconhecimento é fundamental para...

Desenvolver o amor por si mesmo/a e fortalecer a autoestima. Quando a busca está sempre no externo é muito difícil alguém se conhecer interiormente. (cuida da pele, do cabelo, roupas, carros, alguns quilinhos...). A busca é de dentro para fora. Amar-se é condição básica para elevar a autoestima.

Autoestima está baixa quando desenvolvemos...

Insegurança, inadequação, perfeccionismo; dúvidas constantes, incerteza do que se é; sentimento vago de não ser capaz, de não conseguir realizar nada; não se permite errar; muita necessidade de agradar, ser aprovado, ser reconhecido pelo que faz e nem sempre pelo que é.

Para aumentar o autoconhecimento...

Avalie seus pontos positivos e negativos (faça uma lista do que gosta em si mesmo e do que não gosta). Ao reconhecer seus pontos negativos, procure mudá-los, um a um. Conscientize-se de suas imaginações, sonhos, intuições, lembranças, realidade; Muitos vivem apenas na busca da satisfação de necessidades básicas e primárias (comida, dinheiro, sexo, trabalho)

Você quer crescer interiormente, evoluir, transmutar?

Aprenda a controlar seus comportamentos, desejos e ações, analisando-os e compreendendo-os. Enquanto formos incapazes de exercer algum controle sobre nossas emoções, seremos estranhos a nós mesmos, incapazes de influir sobre o mundo que nos cerca.

Estamos alienados de nós mesmos quando trabalhamos muito, adoecemos, cuidamos da vida alheia; comemos muito... agimos impulsivamente e caminhamos sem saber para onde.

Em vez de encararmos as dores nos prejudicamos ainda mais...

Recorremos às drogas, álcool, jogo, comida, sexo...Os vícios e compulsões representam uma forma de fuga (com prazer imediato), mas nunca poderemos fugir do que há dentro de nós p/sempre.

A fuga à realidade e aos próprios sentimentos, na maior parte, é inconsciente.

Só percebemos quando nos deparamos com alguma dificuldade e entramos em conflito e angústia.

Para elevar a autoestima é preciso...Autoconhecimento.

Manter-se em forma física (gostar da imagem refletida no espelho)

Identificar as qualidades e não só os defeitos. Aprender com a experiência passada. Tratar-se com amor e carinho. Ouvir a intuição (o que aumenta a autoconfiança)

Manter diálogo interno.Acreditar que merece ser amado(a) e é especial.

Fazer todo dia algo que o deixe feliz. Pode ser coisas simples como dançar, ler, descansar, ouvir música, caminhar. Se precisar, busque ajuda profissional. Lembre-se: “A pessoa mais especial e importante no mundo é você! “

Anete L. Blefari
Coach e Psicoterapeutas Holística
Instituto Essencial para o Desenvolvimento do Ser

Independência Financeira

Uma meta muito importante a ser alcançada é a conquista de nossa independência financeira, para termos condições de cumprir nossa missão de vida. A falta de dinheiro é uma tremenda dor de cabeça que pode gerar uma sensação de impotência, angústia e, muitas vezes, de revolta. Essas sensações criam padrões de pensamento que geram emoções negativas com relação ao dinheiro e acabam programando nossa mente inconsciente. São os padrões inconscientes que nos fazem desconstruir nossos sonhos. Quando nossa mente consciente quer realizar algo, mas as emoções não o apóiam nos autosabotamos, ou seja, o inconsciente não está alinhado com o consciente (com o que o racional quer). Por exemplo, a pessoa deseja algo, mas um pensamento surge dizendo que ela não é capaz de tê-lo. Sua parte emocional lhe traz uma memória negativa do pai ou da mãe lhe dizendo que ela não conseguiria ser nada na vida. O seu racional quer, mas o seu emocional sabota.

Um exemplo muito comum de autosabotagem é quando você pensa em seu desejo, mas logo vai estar fazendo outra coisa diferente. Que crenças estão por trás desses padrões de comportamento inconscientes que o limita a ponto de não realizar algo que tanto deseja?

Afinal, o que são crenças? Qual o poder delas? Crenças são nossas “verdades”, estruturadas desde que nascemos.As crenças que temos sobre nós mesmos, sobre os outros e sobre o mundo têm grande influência sobre nossa vida. Uma crença é uma profecia que tem a capacidade de se “autorealizar”. Quando acreditamos em algo, esse algo acaba se realizando.A maioria de nossas crenças são inconscientes. Não percebemos, mas possuímos vários “programas”, automáticos e inconscientes, em nossa mente, que são nossas verdades e elas têm grande impacto sobre nossas experiências.

Se você perceber que a única coisa que o separa daquilo que tanto deseja é uma crença, poderá começar a adotar uma nova crença potencializadora, para conseguir realizar seu objetivo. E você deve estar se perguntando: “como posso descobrir minhas crenças, principalmente aquelas que me limitam e não me deixam realizar aquilo que tanto desejo”? Como geralmente as crenças são inconscientes, você precisará de ajuda profissional para descobri-las e atualizá-las. Nada melhor do que um processo terapêutico, onde, com a ajuda de um bom profissional, este facilitará a conscientização de suas crenças sabotadoras do sucesso, sejam elas em qualquer área de sua vida, programando, em seu lugar, crenças potencializadoras. Um outro recurso são os cursos oferecidos por terapeutas da área de Programação Neurolinguística (PNL), onde aplicam técnicas modernas e eficazes para a reprogramação de padrões de pensamento inconscientes, que, com certeza, lhe trarão, ao nível consciente, a sua programação limitante que obstrui seu sucesso na vida.

Sua relação com o dinheiro

É útil saber que prosperidade é um recurso que flui através de nós. Nós somos um canal para a abundância, portanto, somos nós mesmos que escolhemos como canalizar esse recurso.

Dinheiro não determina quem você é; é simplesmente um recurso. O importante é ter uma força interna de autovalorização sobre si mesmo. Dinheiro é objeto e não sujeito; é um objeto externo. Nosso valor, como pessoa, não vem absolutamente do dinheiro. Dessa forma, quando paramos de comparar nosso autovalor com o dinheiro, as possibilidades surgem e o medo se esvai.

O que nos impede de ter abundância, prosperidade na vida? Muitos criam barreiras que limitam o sucesso financeiro, porque acreditam não merecer a abundância, ou que o sucesso não faz parte de sua vida. Quando se tem crenças limitantes inconscientes sobre dinheiro é muito difícil, sem ajuda profissional, sair dessa limitação, pois a mente inconsciente impedirá a chegada do sucesso. Aquilo que acreditamos, em nível inconsciente, é como uma profecia autorealizável. Podemos nos esforçar muito, mas seremos impedidos pelas crenças e sensações que estão em nível inconsciente. Complicado? Nem tanto, a PNL (Programação Neurolinguística) estuda como nossa mente funciona e trabalha os níveis neurológicos para encontrar o que está nos impedindo de chegar ao sucesso. Os níveis neurológicos trabalhados pela PNL são: o ambiente, comportamentos, capacidades, crenças e valores, identidade e espiritualidade. Qual o seu problema? Crenças limitantes? Comparação com outras pessoas, amigos, vizinhos, irmãos? Falta de habilidade e conhecimento para gerir adequadamente seus recursos financeiros? Impulsividade para gastar? Qual a intenção positiva de um comportamento gerador de limitações? Ao descobrirmos e compreendermos a intenção positiva por trás do comportamento, podemos curar a ferida inconsciente que está nos impedindo de alcançar a prosperidade e a abundância.

A identidade é algo que se constrói ao longo do tempo. A pessoa adquire experiências e o cérebro interpreta essas experiências. Os critérios, para nossas escolhas, vêm dessas experiências armazenadas ao longo do tempo. Muitas pessoas têm a tendência de selecionar as negativas e descartar as positivas. Quando fazemos uma escolha pelo negativo, a intenção positiva é a de nos proteger de uma outra experiência negativa. No fim, esquecemos de escolher o positivo. Quando começamos a perceber os aspectos positivos de uma situação, temos condições de integrar esses aspectos e se livrar dos negativos. Com o passar do tempo, situação financeira muda drasticamente e começamos a desenvolver um sentimento mais profundo de autovalor.

O primeiro passo é termos consciência do que realmente queremos. Geralmente as pessoas dizem aquilo que não querem reforçando, assim, suas crenças limitantes. Faz-se necessário formular corretamente os objetivos para poder alcançá-los, trabalhar crenças limitantes, atualizando-as, descobrir qual a intenção positiva de nossos comportamentos sabotadores do sucesso e, por fim, quais nossos valores.

Quem sabe seu sucesso financeiro esteja apenas em uma crença limitante? Vale descobrir e alcançar sua prosperidade tão desejada e merecida.

Anete L. Blefari
Coach e Psicoterapeutas Holística
Instituto Essencial para o Desenvolvimento do Ser

Sua relação com o dinheiro

Vocês já ouviram frases como “Dinheiro não dá em árvore...”. “Dinheiro não traz Felicidade” ou “Quanto mais tem mais se gasta”...

Nossa vida é baseada em tudo que acreditamos como verdadeiro.

Todos nós, temos crenças que fazem parte de todas experiências que nos marcaram emocionalmente. A crença é uma “verdade”, para nós, em relação a qualquer fato. A nossa realidade de hoje é o resultado de nossos pensamentos e emoções. Tudo aquilo que pensamos e sentimos, intensamente, faz parte de nossa realidade, como enxergamos o mundo.

Desde pequenos somos influenciados pelo nosso meio familiar. Consciente, ou inconscientemente, formamos os padrões mentais que definem, hoje, nossa forma de viver. Às vezes, surge aquele pensamento que nos limita, nos impede de alcançar o sucesso financeiro. O que fazer? Como transformar essas crenças limitantes em potencializadoras? Como virar o jogo financeiro? Através de técnicas em Programação Neurolinguística você pode mudar seus pensamentos, emoções e comportamentos. Acredite, você pode mudar sua vida!

Você sabe o que é PNL?

A Programação Neurolinguística, ou simplesmente PNL, estuda como nosso cérebro e mente funcionam, como os pensamentos são criados e, como podemos reprogramar o conteúdo de nossos sentimentos, estados emocionais e comportamentos. É uma ciência que proporciona ao ser humano uma maneira efetiva de utilizar o cérebro para alcançar os resultados desejados. Ela faz o estudo de experiências internas, que desencadeia o autoconhecimento, e proporciona o desenvolvimento do potencial criativo. A PNL tem uma abordagem prática que dá resultados e é cada vez mais usada em várias disciplinas no mundo inteiro.

O que você pode obter com a PNL:

  • Mudar hábitos e comportamentos indesejados
  • Superar os bloqueios que limitam seu progresso profissional e sua felicidade pessoal, em qualquer área.
  • Gerar novos valores, capacidades e comportamentos.
  • Clarificar seus sonhos e conhecer as barreiras que impedem sua evolução.
  • Estabelecer objetivos,eliminar estresse, tristezas e fobias.
  • Eliminar problemas de relacionamento, ansiedade, falta de auto confiança e autoestima, excesso de peso, problemas de comportamento e de aprendizado.
  • Melhorar sua habilidade de comunicação.

Você tem a Responsabilidade total sobre sua experiência pessoal. Portanto, você é responsável por fazer acontecer ou não as novas mudanças na sua vida. Mexa-se. Venha passar um sábado diferente, com nosso curso Jornada para Prosperidade Financeira. Vivenciar a Programação Neurolinguistica e ter a oportunidade de instalar novas crenças para seu sucesso financeiro.

Anete L. Blefari
Coach e Psicoterapeutas Holística
Instituto Essencial para o Desenvolvimento do Ser